quarta-feira, 21 de março de 2007

É a Galiza um país racista?

Hoje é o Dia internacional contra o racismo, um mal que tem causado muita desgraça no mundo. O racismo existe. Quem nom ouviu comentários racistas ao seu redor? Quando nos perguntam, todos dizemos que nom somos racistas porque sê-lo, e ainda mais afirmá-lo, nom só está mal visto, senom que mesmo está punido pola lei. No nosso país, pormos ou recebermos uma denúncia por racismo é, afortunadamente, uma cousa bem séria. Desse ponto de vista, poderiamos dizer ingenuamente que a Galiza nom é um país racista. Porém, na sociedade galega dá-se o racismo, um racismo clandestino e, em geral, bem dissimulado ainda. Eu espero que, ao menos, mantenhamos certas formas, algo que alguns já perdêrom hai tempo.
E contra o racismo, também música: a de Deee-Lite, uma banda multirracial já dissolta pero mítica. Recunco com o vídeo ao vivo do seu World Click.

2 comentários:

besbellinha disse...

Cantas cousas se celebran hoxe, se a entrada da primavera, se o día mundial da poesía, se o día mundial da foresta e agora o día internacional contra o racismo, non damos feito, pero vamos, penso que en parte si son necesarios e por algo están aí.

Sobre o racismo, home, eu entendo que a alguén que nunca viu a ninguén distinto a el fenotipicamente falando pois pódelle resultar curioso ou extraño nun primeiro momento, pero despois non deixamos de ser persoas. O problema é que hai xente que non o remata de entender e síguese mirando todo moito polo status social que ten cada un: clasismos a máis non poder.

Encántame o teu blog musical :)

ultravioleta disse...

Sospeito o que nos inclue nunha "raza" ou outra van ser os cartos.