sexta-feira, 27 de abril de 2007

Rede Galega de Travestis ao Vivo

Deborah Polla, com ela aprendim o terapéutico e libertador que pode chegar a ser perder a vergonha em público. Reinou com magnanimidade no Curruncho oferecendo um espectáculo de deleite basto e vulgar que seduzia tanto homes como mulheres. Depois nom sei o que andou a enredar numa tournée por Espanha adiante (quem lhe dera a muitos!). Agora está de volta e acaba de lançar na rede um vídeo que gravou para Desde Galicia para el mundo, o que fai que reconsidere a minha opiniom sobre o mesmo. Deborah é grande, em todos os significados do adjectivo, uma das melhores mostras do que é a realidade cultural amalgamada do nosso país. Si, cara Ánxela, para mim isto também é parte honrosa da nossa cultura. Deveriamos exigir que também se subvencionassem os espectáculos transgénero? Deveria articular-se uma Rede Galega de Travestis ao Vivo?

Por certo, o concerto de Ignatus onte foi genial.

2 comentários:

Luis_en_transito disse...

estoooooooooooo sip
en la librería del Marco
están los dos últimos números
quieres que te los pille?

besos nenuuu

sergio74 disse...

ae esta deborah, jej,jej
un saudo e graciñas por todas as tenzions tindas para nos. moi agradecido unha aperta forte. xao